CURA DAS DROGAS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS São Paulo | CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO São Paulo

CURA DAS DROGAS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS São Paulo | CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO São Paulo

CURA DAS DROGAS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS
Clique para ampliar


CURA DAS DROGAS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS

A CURA DAS DROGAS E DO ÁLCOOL

A mais de 50 anos vem sendo usado essa filosofia que "drogas e álcool não tem cura, uma vez viciado jamais voltará ao normal". Mas, não é bem assim... 

A dependência química é uma doença incurável, progressiva e fatal. Ela não tem cura, mas possui tratamento. E, caso a pessoa não procure tratamento, o uso de substâncias químicas se transforma em abuso, depois em hábito, até a instalação da dependência, tornando sua própria vida e a de todos à sua volta em tragédia.

O tratamento envolve a abstinência total de álcool e drogas, além de uma transformação completa da personalidade do dependente e da relação que ele mantém com as pessoas de seu convívio. Mesmo sabendo disso, diversos pacientes aparecem nos consultórios procurando algum medicamento que cure definitivamente sua dependência por drogas.

Nesses casos, vale ressaltar que o tratamento da dependência química envolve uma completa mudança dos comportamentos, do caráter, de como a pessoa lida com seus problemas, sentimentos e de como ela se coloca diante da vida e das questões existenciais.

Para algumas pessoas, uma vez ingerida uma substância psicoativa (drogas), seus efeitos ficam gravados para sempre no cérebro como uma “ótima” alternativa para obter prazer imediato e fugir de situações desagradáveis.

Durante vários anos, essa pessoa acredita estar resolvendo todos os problemas com uma solução mágica e sem contraindicações. E assim ela começa a criar um mecanismo muito poderoso e muitas vezes fatal: o autoengano.

Quando a mentira que surge do autoengano se instala na personalidade do dependente, desenvolve-se uma série de mecanismos de defesa para reforçá-lo de que o que ele está fazendo é certo e que todo mundo está errado. Negação, minimização, racionalização e isolamento, são os principais mecanismos de defesa. Existem outros, mas esses já dizem bastante a respeito da degradação moral que acontece na evolução da doença.

Num primeiro momento, da negação, a pessoa tenta se convencer de que não está exagerando. Assim, quando alguém diz para maneirar ou parar com o uso de drogas, o dependente mente e insiste em afirmar que não usa ou não usou, mesmo demonstrando estar visivelmente bêbado ou drogado.

Caso seja muito evidente e falem, por exemplo, para ele que o cheiro está forte, dando para sentir de longe, ele vai dizer que tomou só uma cervejinha ou deu uns “traguinhos” num cigarro de maconha, ou deu só uma cheiradinha na cocaína de “um amigo” e por aí vai. Ele está minimizando o abuso constante de uma substância.

E quando encurralado, o dependente tenta racionalizar, justificando que o que ele está fazendo é certo, afinal, “todo mundo faz, mesmo!”. Em seguida, ele entra numa megalomania, tentando convencer as pessoas que o cercam de que a sociedade é hipócrita, que o sistema está errado, que as liberdades individuais devem ser respeitadas, e todo tipo de discurso pronto já bem conhecido.

Mas em alguns casos, as pessoas próximas, não toleram esse comportamento, então o dependente tem que começar a mentir, agir com desonestidade, seduzir e manipular, mesmo que as pessoas envolvidas sejam muito queridas, como pais, cônjuges, familiares, amigos ou colegas de trabalho e assim por diante.

Isso cria uma reação em cadeia, pois as pessoas queridas começam a se afastar dele, a rejeição sentida vai gerar uma profunda revolta, angústia, depressão, frustração e isso vai fazê-lo consumir mais drogas e se isolar cada vez mais.

No fundo, são pessoas muito imaturas emocionalmente, possuem baixa autoestima e pouca ou nenhuma tolerância à frustração. Isso significa que elas têm dificuldades para lidar com seus desejos não satisfeitos e, como uma criança, eles querem seu prazer agora, caso contrário, alguém vai ter problemas (nem que sejam eles próprios).

Mesmo com tudo isso, é possível uma recuperação? Sim. Mas somente se o dependente conseguir ser honesto consigo mesmo e com os outros. É trabalhoso, demorado e às vezes é por toda vida. Pode ser uma longa jornada, mas é um caminho possível de ser trilhado.

Venha conhecer nossa metodologia de tratamento, nós podemos ajudar você!

Estamos localizados no município de Capela do Alto/SP, a apenas 1 hora do aeroporto de Campinas/SP, próximo às Rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares, próximo à grandes cidades: Campinas/SP, Jundiaí/SP, Sorocaba/SP e Indaiatuba/SP.

 

Roupas:
01 roupa para dia de visita
08 camisetas/camisas manga curta
02 agasalhos (moletom, jaqueta,…)
08 calcinhas
04 soutiens
03 calças jeans
01 travesseiro
04 bermudas
02 roupas de ginástica
02 pijamas
02 pares de tênis
01 chinelo
01 bonés ou toca (opcional)
06 pares de meia
01 bermuda de cotton PRETA até o joelho para uso na piscina
01 regata PRETA para uso na piscina
 
Cama e banho:
02 fronhas
02 lençóis de casal
02 toalhas de rosto
01 edredom ou cobertor
02 toalhas de banho
 
Uso reposição:
sabonete para banho
sabonete íntimo (opcional)
creme dental
shampoo
condicionador (opcional)
desodorante (bastão/rolon – sem álcool)
creme para rosto e corpo (sem álcool)
aparelho de barba
repelente de insetos para o corpo sem álcool
 
Uso pessoal:
escova dental
fio dental
enxagüante bucal sem álcool
escova de cabelo
 
Material para atividades:
01 caderno pautado pequeno e 02 cadernos pautados grande
02 lápis ou lapiseira
02 canetas azuis e 02 canetas vermelhas
01 apontador e 01 borracha
 
IMPORTANTE: 
• Colocar o nome do paciente nos itens pessoais para evitar troca das roupas com outros pacientes no dia de lavanderia.
• Não deverá trazer: celular, óculos escuros, materiais cortantes, produtos para beber contendo álcool ou derivado e qualquer aparelho eletrônico e/ou com acesso a internet.
• Cortador ou alicate de unha, aparelho de barba, relógios e pulseiras serão deixados na administração e liberados após solicitação prévia.
• Será realizada uma verificação na bagagem do paciente no ato da internação.
• Caso a família queira enviar algum material (produtos específicos ou roupa) não especificado acima, deverá entrar em contato com a administração para solicitação e posterior aprovação/liberação para a entrada deste.
• Somente serão permitidos alimentos diferenciados em caso de tratamento médico/nutricional devidamente prescrito pelo responsável ou em caso de vegetarianismo.
• Caso faça consumo de medicamentos pré-internação, deverão ser providenciadas as prescrições médicas para que possamos ministra-las. Conforme determinação da Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria não poderão haver medicamentos na enfermaria da clinica sem a devida prescrição médica para comprovação de consumo.
Roupas:
01 roupa para dia de visitas
08 camisetas/camisas manga curta
02 agasalhos (moletom, jaqueta,…)
08 cuecas
03 calças jeans
06 meias
04 bermudas ou shorts
02 roupas de ginástica
02 pijamas
02 pares de tênis
01 chinelo
01 bonés ou toca (opcional)
 
Cama e banho:
02 fronhas
02 lençóis de casal
02 toalhas de banho
02 toalhas de rosto
02 edredons ou cobertores
01 travesseiro
 
Uso reposição:
sabonete para banho
creme de barbear sem álcool
creme dental
shampoo
condicionador (opcional)
creme para rosto e corpo
aparelho de barba
repelente de insetos
desodorante (bastão/rolon) sem perfume e sem álcool
 
Uso pessoal:
escova dental
fio dental
enxagüante bucal sem álcool
escova de cabelo
 
Material para atividades:
01 caderno pautado pequeno
02 cadernos pautados grande
02 lápis ou lapiseira
02 canetas azuis
02 canetas vermelhas
01 apontador
01 borracha
 
IMPORTANTE: 
• Colocar o nome do paciente nos itens pessoais para evitar troca das roupas com outros pacientes no dia de lavanderia.
• Não deverá trazer: celular, óculos escuros, materiais cortantes, produtos para beber contendo álcool ou derivado e qualquer aparelho eletrônico e/ou com acesso a internet.
• Cortador ou alicate de unha, aparelho de barba, relógios, jóias e pulseiras serão deixados na administração e liberados após solicitação prévia.
• Será realizada uma verificação na bagagem do paciente no ato da internação.
• Caso a família queira enviar algum material (produtos específicos ou roupa) não especificado acima, deverá entrar em contato com a administração para solicitação e posterior aprovação/liberação para a entrada deste.
• Somente serão permitidos alimentos diferenciados em caso de tratamento médico/nutricional devidamente prescrito pelo responsável ou em caso de vegetarianismo.
• Caso faça consumo de medicamentos pré-internação, deverão ser providenciadas as prescrições médicas para que possamos ministrá-las. Conforme determinação da Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria não poderão haver medicamentos na enfermaria da clinica sem a devida prescrição médica para comprovação de consumo.

A melhor clínica de recuperação é aquela que o paciente faz o tratamento completo e não volta mais usar drogas. Atualmente somos referência no tratamento para dependência química em todo o país. Conheça mais nossos serviços!

O tempo mínimo de internação do dependente químico, tanto masculino quanto feminino, é de 4 meses podendo ser estendido mediante o quadro de evolução no tratamento de cada paciente.

 

Somente os responsáveis pela internação do paciente são autorizados a falar com ele ao telefone. Isso se dá para segurança do próprio paciente e o sigilo do tratamento e da clínica à qual está realizando o tratamento.

CURA DAS DROGAS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS